Encontro de veículos antigos em São Paulo

Você gosta de veículos antigos? Caso a resposta seja positiva passe a reservar o terceiro domingo de cada mês.

O Parque da Mooca, em São Paulo, abriga o Encontro de Veículos Antigos mensalmente. A feira conta com veículos fabricados entre 1910 e 1995 e é ocupada por carros de passeio, lambretas, triciclos e até mesmo caminhões. Continuar lendo

Anúncios

O restaurante Paraty 33

Almocei no restaurante Paraty 33 com a minha família em uma sexta-feira, véspera de feriado. De cara, deu para notar que o estabelecimento estava vazio, por conta do horário (14h) e também pela razão de o feriado ainda não ter começado de fato. Continuar lendo

Tony´s Town Square Restaurant no Magic Kingdom

Não é novidade para ninguém que os parques da Disney são recheados de restaurantes temáticos. Pois bem, um desses restaurantes é inspirado no clássico “A Dama e o Vagabundo”, filme de 1955.

O Tony´s fica um pouco escondidinho no Magic Kingdom. É bem na entrada do parque, ao lado do Town Square Theater, onde o Mickey e a Tinker Bell costumam ficar para tirar fotos. Continuar lendo

Sobrevoando as linhas de Nazca

As linhas de Nazca são geoglifos localizados na costa peruana, mais especificadamente no deserto entre as cidades de Nazca e Palpa. As mais de 100 figuras e as milhares de linhas foram descobertas em 1927 e desde então intrigam a humanidade – não faltam teorias que tentem explicar a finalidade dos desenhos: calendário, cerimonias, agricultura e extraterrestres. Pesquisadores acreditam que as figuras são de 400 a.c – 500 d.c . Os tamanhos variam. Algumas, como o Cachorro, são pequenas e outras chegam a 300 metros de comprimento, um exemplo é o Alcatraz. Em 1994 a UNESCO declarou as linhas de Nazca como patrimônio cultural da humanidade.
Desde pequena tenho interesse pelas linhas de Nazca e os mistérios acerca deste tesouro arqueológico. Poder sobrevoar as linhas foi uma das coisas mais emocionantes da minha vida. Continuar lendo

Paraty: para todos os gostos

Sabe aquele lugar que agrada a todos? Então, assim que é Paraty, um dos locais que mais gostei de conhecer!  O que eu mais amei é o fato de a cidade ser ótima tanto para aqueles que curtem a parte histórica e cultural do passeio quanto para os que adoram ficar um tempão na praia! Continuar lendo

Machu Picchu : a primeira vez a gente nunca esquece

Poder conhecer uma das sete maravilhas do mundo foi algo assustadoramente I N C R Í V E L que aconteceu na minha vida, e o mais legal é que pude ter essa experiência maravilhosa com a minha família.

Eu acredito que falar de Machu Picchu é uma das coisas mais difíceis a se fazer, pois parece que mesmo usando mil palavras, nenhuma descreve como é estar naquele lugar para contemplar a “Cidade perdida dos Incas”. Mas, uma coisa é certa: impressiona a todos, inclusive aqueles mais chatos, que não curtem conhecer sítios arqueológicos ou “coisa velha”. Continuar lendo

Entre navios em Portsmouth

Na Inglaterra o que não falta é lugar interessante para conhecer e um deles é Portsmouth! A cidade litorânea – localizada no condado de Hampshire – fornece uma experiência única aos turistas: ver navios dos séculos passados muito bem preservados.

É em Potsmouth que está a principal atração da costa Sul, o Portsmouth Historic Dockyard – estaleiro que reúne 800 anos da história naval britânica. Entre as atrações da doca estão o HMS Victory, HMS Alliance, HMS Warrior 1860, Museu Mary Rose e o Museu da Marinha Real. Continuar lendo

Não existem só as gôndolas em Veneza!

Vista do Campanário

Andar por Veneza já é algo mágico. Dificilmente alguém não vai se encantar com  as construções e os canais da cidade – coisa diferente para a maioria dos turistas.

Mas, há um lugar que tira o fôlego de qualquer viajante e torna o passeio até Veneza inesquecível: o Campanário de San Marco. Localizado na famosa Piazza San Marco, bem em frente à Basilica, o campanário é uma torre que foi originalmente construída em 1173, mas reerguida em 1912 por conta de um desmoronamento em 1902. Continuar lendo

Sobre rotinas quebradas

Viver em cidade grande ou pequena, tanto faz. Quando a gente não larga a nossa rotina de escola, faculdade, trabalho, curso de idioma e tantas outras coisas que já estão embutidas no nosso dia a dia entramos em um profundo estado de estresse. O mais engraçado é que nós nem percebemos esse meio em que vivemos. Todo esse cotidiano já está encravado em nossa vida. Continuar lendo